sábado, 23 de fevereiro de 2013

Eu li : O medo dos Holofotes


   Eu cansei. Cansei da sociedade maléfica que me cerca e exige que eu seja como todo mundo, que eu seja apenas mais uma. Cansei de me esconder dentre meu próprio medo, cansei desse segredo, dessa submissão. Eu não sou apenas mais uma no mundo, eu sou uma garota tentando mostrar tudo aquilo que escondeu por tanto tempo por puro medo dos holofotes. Sou uma garota que vem lutando dia a dia para conquistar meu espaço no mundo, para mostrar que minha mente não é tão vazia quanto a desses pobres homens que por falta de personalidade se misturam e se tornam naqueles que humilham, criticam, não possuem opinião e não batalham por seus sonhos.
   Eu confesso que fui covarde por muitas vezes, ficava quieta no meu canto, não me expunha e não demonstrava minhas ideias e pensamentos, mas de um tempo para cá isso mudou. Ando perdendo o medo das criticas, me dedicando naquilo que amo sem me importar com certos tipos de comentários vindo de pessoas que somente magoam a quem faz o que eles próprios não têm capacidade ou coragem de fazer. Isso tem um nome. Pura inveja. Inveja sim, ao perceber que aqueles a quem humilhavam se mostram muito mais fortes, não fisicamente, mas mentalmente, e é isso que importa, não é mesmo?
   Mas uma pergunta fica no ar, qual o prazer de ver aqueles que estão quietos, sem fazer mau algum sofrendo? O que esses seres desumanos sentem ao realizar tal feito? Eu não sei. E sinceramente, não quero saber! Quero passar longe de tal tipo de absurdo.
   Só digo uma coisa, não vou me tornar um monstro, de mim esse tipo de pessoa pode esperar apenas uma coisa; o silêncio, até porque dizem que ele é a melhor arma das mentes superiores. Mas espero sinceramente que aqueles que como eu, que escondiam aquilo que possuem de melhor se manifestem e se revelem ao mundo. Só assim iremos acabar com a geração da inveja, criticas maldosas e mentes vazias. Eu perdi o medo dos holofotes, hoje eles não me perturbam mais.

Autor
Ana Eliza Santos, essa ai da foto. Tem 15 anos, mora no interior de São Paulo e esta no segundo colegial. Criou o blog em setembro de 2012 pra tentar mostrar ao mundo um pouquinho do que guarda dentro de si. Adora escrever e fotografar. E viciada em música, corujas e moda vintage. Como boa canceriana, e uma garota super romântica, mas que ao mesmo tempo, não acredita em contos de fada e ainda sonho em tentar salvar vidas, com cirurgia ou palavras.Ela e dona do blog Peculiaridade e faz textos incríveis.