sexta-feira, 29 de novembro de 2013

A vida em questão



E tudo e uma questão de talvez, a vida em rascunho planejando só o futuro, sonhando acordada, não enxergava a vida passar.
Percebi  que minha vida estar uma roda que, as vezes, gira, mas para no mesmo ponto de partida. A tanta coisas a se conquistar, sei que sou nova, mas viver em um quarto trancada, ou nesse computador não irá fazer minha vida seguir em frente, só irá rodar e rodar, e rodar. E não mudar.
Correr atrás do sonhos, melhorar no que faço, isso não pode esperar. Mas o que realmente faço, a não ser estudar para atingir a media, para passar de ano. Talvez eu esteja madura demais, e pensando isso cedo demais, isso poderia me acontecer com uns 18 a 20 anos, mas não, vem agora.
Calma vida, eu ainda tenho fases a atingir... idades a completar, lágrimas a solta, Me deixe com essas preocupações mais tarde. Me deixe ser uma adolescente com paixonites platônicas, me deixe com os meus livros juvenis, me deixe viver a vida em seu certo tempo.
Meus pensamentos, muitas das vezes começam com coragem, com amor a vida, sem ser covarde. Mas no meio pro fim eu a perco. Acho que gosto desse tédio, dessa mesmice, e odeio desobedecer regras. Me sinto culpada, eu certamente não nasci para ser rebelde. Por que se tivesse feito tudo que teria imaginado um dia, meus pais já teriam me perdido pro mundo. Mas quem sabe com 18.
Quem sabe ? E disso que eu estou falando, num certo talvez que sempre estar ao meu lado, Nem sim, nem não, apenas talvez.
E vida você e uma roda, que não para de girar, até a morte. Mas e preciso pular dessa roda para não enjoar. Tudo faz sentido para a vida ser uma roda, mas em pé, ou deitada.pois também dizem que a vida tem altos e baixos.
Não sei como você realmente só sei que tem que ser vivida, como um jogo de tabuleiro, se você pular duas casas vai voltar uma. Não se preocupe.
TALVEZ, eu tenho certeza, eu mude esse texto daqui a alguns anos, mas a vida me/te, evolui. Isso que importa.