segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Tudo novo, de novo !






   E ai vai tudo mais uma vez, meu ano acaba dia 26 de Novembro, como de costume, último dia de aula, o dia mais esperado do ano. E em pensar que para esse dia falta só uma semana eu fico meio com um frio na barriga, em saber que esse ano eu fiz tantas amizades, e refiz tantas outras.
Eu não me apaixonei, refiz paixonites infantis. Graças a Deus só pode ver as paxões alheias ... e rir com elas.
  Não e nada fácil ver alguém sofrendo e ti pedindo ajuda e você só podendo dar um conselho. Mas eu tentei avisar, mas ela tem que aprender a se livrar  de certas cituações, e como sempre só observei, e quando pediu a minha ajuda eu estendi a mão e á ajudei.
  Meus amigos me fizeram rir quando eu menos queria, e esquecer de todos os problemas, não tenho nada a reclamar sobre minha felicidade. Mas esse ano eu só posso dizer que eu enchi meu saco muitas e muitas vezes, mas não perdi as beiras.
  Poderia ser melhor ? Muito melhor, mas foi do jeito que era para ser, talvez para mim valorizar esse ano que vem, que alias vem com tudo.
   Esse foi o ano de refazer tudo de bom, repetir a dose. Ano que vem quero mais, mais de tudo, só não de você.
   Enquanto não chega eu me contento com o que tenho. Me contendo com o fim. E vou amando de novo até lá.